Renault Sandero e Logan serão reestilizados para 2019

Da plataforma ao câmbio, Renault irá mexer no hatch e no sedã para o próximo ano

Fotos: Divulgação/Renault | Texto: João Anacleto | Adaptação web Renê Saba

Compartilhe esse conteúdo

A cada reestilização da sua linha derivada da plataforma B0, a Renault se esforça para corrigir alguma falha. E é isso o que se pode esperar da família Renault Logan e Sandero 2019. Com previsão de lançamento para o último trimestre de 2018, o Sandero virá com novos faróis, grade frontal, para-choques e, desta vez mudará também peças menos triviais como o capô (menor e mais curto) e a tampa traseira, que será redesenhada. Segundo apuramos, o carro também ganhará um novo interior. 

O volante será uma nova peça de 4 raios e o painel de instrumentos terá novos grafismos e uma cluster digital de alta definição nas versões mais caras. Além disso, terá uma elevação na central multimídia, e ele terá três saídas de ar acima da peça. Você também pode esperar por um câmbio automático CVT opcional nas versões 1.6, vindo da família Nissan. O carro também entregará novos bancos, mais anatômicos e com uma ancoragem um pouco mais baixa, mais próxima do que se vê no Sandero RS. Os valores? Não devem ser alterados de forma drástica.

Leia mais: Renault Kwid é econômico e tem boa relação peso-potência

Leia mais: Sandero R.S desponta como boa opção de esportivo completo

Leia mais: Nissan March 2012 é boa opção de urbano e fácil de manter

Stepway

A versão topo de linha do Sandero deve ganhar novos aperitivos além da estética. O carro também entrará na onda CUV (Compact Utility Vehicle), e ganhará uma suspensão ainda mais elevada, com uma distância do solo superior até a que se vê no Renault Duster. O carro, que virá com o mesmo motor 1.6 SCe, também contará com controles de estabilidade e tração de série e a possibilidade de ser equipado com pneus de uso misto, em uma versão posicionada com preço na casa dos R$ 70 mil.

Logan

Após o lançamento do Renault Sandero, será a vez do Logan ganhar nova reestilização, contudo, diferente do Sandero, ele receberá apenas um novo capô, grade, faróis e para-choque. Na traseira, a tampa permanecerá a mesma e as lanternas receberão apenas um novo desenho interno. Nas versões mais caras terá iluminação em LEDs, a exemplo do que você também verá no Sandero.

Dentre as principais novidades, eis que surge a mais importante, e essencial para que o carro decole nas vendas. A substituição do câmbio automatizado, chamado EasyR', pelo CVT que já equipa, por exemplo, Nissan March e Versa. "Queremos que o Logan assuma um status um pouco superior ao que têm hoje e vamos investir em equipamentos e tecnologia para que o consumidor perceba essa diferença", declara uma fonte ligada à empresa. Em virtude disso, espere um leve aumento de preços do carro, que hoje vai de R$ 45.850 a R$ 59.650.

 



Comentários