Mercedes-Benz deve lançar novo Classe A no Brasil em 2019

As notícias que vem da Alemanha trazem informações sobre um hatch agressivo

Fotos: Divulgação/Mercedes-Benz | Texto: Raphael Panaro | Adaptação web Renê Saba

Compartilhe esse conteúdo

A Mercedes-Benz está a todo vapor – pelo menos na Europa. Nos últimos meses mostrou as novas gerações do CLS, Sprinter e deu um toque de modernidade ao rústico Classe G. Remodelou o Classe C – e sua variante Estate –, além de conferir ainda mais luxo ao Mercedes-Maybach Classe S. Nessa leva de lançamentos a marca aproveitou também passar boas notícias automotivas ao público, e para propor uma nova definição de carro de entrada com a quarta encarnação do Classe A. O hatch continua a renovação estética da gama, incorpora tecnologias de segurança semi-autônomas e é o escolhido para inaugurar umas das grandes inovações: o Mercedes-Benz User Experience (MBUX), o novo sistema multimídia que em breve estará em todos os carros da marca. O renovado Classe A deverá ser uma das atrações da Mercedes no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece em novembro, e a chegada pode acontecer logo no começo de 2019.

Como você pode ver nas fotos, o Classe A muda bastante seu design externo. Mas a Mercedes começou a revelação do carro por outra perspectiva: o interior. A primeira foto divulgada foi o moderno habitáculo. E não é para menos. A começar pelo elegante volante trazido do Classe S – e de série desde a configuração de entrada do hatchback. As saídas de ar lembram o desenho de turbina de avião. A cabine é minimalista, sem muitos botões.

Boas notícias automotvas: touchpad sobrevive

As boas notícias automotivas sobre o hatch não cessam. Ao fundo, o quadro de instrumentos agora é 100% digita e, dependendo da versão, o tamanho da tela varia entre 7” e 10,25”. A grande estreia, no entanto, é o MBUX, novo sistema informação e entretenimento da marca que estreia junto ao Classe A. A central multimídia finalmente ganha sensibilidade ao toque, e novos recursos como inteligência artificial e reconhecimento de voz – como a Siri, da Apple. O display de navegação apresenta ainda tecnologia de realidade aumentada e mapas 3D. A inovação só não é completa porque a Mercedes manteve o nada prático touchpad no console, onde também é possível controlar a MBUX. A cabine ainda tem iluminação com 64 cores e bancos ventilados, função massagem.

No quesito segurança, a versão mais completa do Classe A é equipada com dispositivos semi-autônomos encontrados somente nos Classe E e S, como controle de cruzeiro adaptativo, assistente de mudança involuntária de faixa de rodagem com esterçamento ativo do volante e frenagem automática de emergência. Sete airbags, câmera 360º e assistente de estacionamento completam o pacote.

Leia mais: Mercedes-Benz SL recebe renovação e troca de motor

Leia mais: Mercedes lança esportivo para concorrer com o Panamera

Leia mais: Mercedes-Benz E300 Coupé: um clássico volta à cena clássico demais

Motorização

Sob o capô mais estreias. Porém, nada de sistema híbridos ou elétricos. A Mercedes-Benz amplia a parceria com a e apresenta um novo motor 1.4 turbo a gasolina de 162 cv – 6 cv a mais que o atual 1.6 turbo de 156 cv do A200. Já o A250 tem um 2.0 turbo de 227 cv. As notícias automotivas sobre câmbio são automáticas. A transmissão é sempre a automatizada de sete marchas e duas embreagens – há opção de câmbio manual de seis marchas na Europa. Mais para frente vão surgir versões mais potentes e com o esperado tratamento AMG.



Comentários