Ecclestone apoia motores elétricos para os carros da Fórmula 1





Ecclestone apoia motores elétricos para os carros da Fórmula 1

O ex-chefão da categoria opinou sobre o uso de motores elétricos na Fórmula 1

Fotos: Divulgação/Audi | Texto: Renê Saba

Compartilhe esse conteúdo

Bernie Ecclestone, ex-chefão da Fórmula 1, tem planos para os carros da categoria no futuro. Na visão do ex-dirigente, os carros novos da categoria devem ganhar motor elétrico a partir de 2021, ano em que as regras da competição serão alteradas. Não existe nada definido, mas a chance da formula dos motores serem modificadas são grandes. As bases dos motores V6 turbo serão mantidas e, será a partir daí que começam as alterações.

A informação é do próprio Ecclestone, que declarou a intenção em entrevista ao jornal "The Guardian". "Vamos fazer outros tipos de carros, vamos conversar com os fabricantes e começar uma nova Fórmula 1 totalmente elétrica, uma Fórmula 1 para o futuro".

Bernie não tem mais poder na Fórmula 1. O ex-chefe perdeu autonomia dentro do esporte quando se retirou após a Liberty Media comprar os direitos da competição. Atualmente ele ocupa o cargo de Presidente Honorário, mas não toma decisões, ou participa de diretrizes.

Apesar de se opor por muitos anos contra carros híbridos e carros elétricos, Bernie admitiu que a motorização elétrica é o futuro do automobilismo.

“Os carros podem parecer um carro de Fórmula 1. O que você sentiria falta é o som, mas não acredito que as pessoas possam querer o antigo som da Fórmula 1 novamente. É preciso ter coragem para fazer a troca, mas eles precisam fazer", completou.



Comentários